Casos Verídicos

A voz da razão

Está história foi enviada por: Odinilce Correia

Quando o filho de Odinilce completou três anos ela buscou uma vaga em uma creche pública, mas não conseguiu. Colocou o filho em uma escola particular e neste mesmo ano o Governo aumentou mais um ano no Ensino Fundamental. Quando seu filho fez cinco anos, a escola alegou que pela lei ele deveria ser matriculado no 1º ano. Odinilce ficou contrariada, pois sentia que seu filho ainda não estava preparado. Mas a escola insistiu. No final daquele ano seu filho ainda não estava lendo com facilidade, então, a professora sugeriu que ele fizesse novamente o 1º ano. Odinilce, não aceitou, pois no início havia dito que o menino ainda não estava preparado, mas agora não aceitaria voltá-lo, isso seria constrangedor para a própria criança, estava acostumado com a mesma turma desde a Educação Infantil. Ela foi firme em sua decisão. E seu filho seguiu para o 2º ano, ela empenhou-se em ajudá-lo para que prosseguisse com sucesso nos estudos. Hoje o filho cursa o 5º ano, sem dificuldade alguma.

Odinilce é coordenadora pedagógica e sabe que o tempo de cada criança deve ser respeitado, pois cada uma aprende a seu tempo.