Andrea trabalha nas proximidades do metrô Luz e descia nessa estação. Um programa cultural “Piano na estação” colocou a disposição dos usuários do transporte, um piano para que todos pudessem desfrutar de um momento prazeroso com o instrumento. " > Pedagogia das Cores - Casos Verídicos
Casos Verídicos

Enviado por Andrea Fu


Andrea trabalha nas proximidades do metrô Luz e descia nessa estação. Um programa cultural “Piano na estação” colocou a disposição dos usuários do transporte, um piano para que todos pudessem desfrutar de um momento prazeroso com o instrumento. Em uma manhã quando seguia para o trabalho, avistou um rapaz que visivelmente não sabia quais notas correspondia a cada tecla. Tocava devagar e em sua fantasia, sentia-se envolvido por aquela melodia que pensava tocar, como se fosse a mais linda do universo! Atrás dele um pianista provavelmente conhecedor do instrumento estava impaciente e irritado. Xingava o rapaz e criticava sua atitude. O rapaz alheio aos xingamentos continuava sua sinfonia e pediu que um amigo o fotografasse. Mais irritado ainda o pianista pediu aos berros que o rapaz saísse do piano. Assim que o rapaz deixou o piano todo sorridente, o mal humorado pianista começou a sua demonstração de conhecedor do instrumento. Mas as pessoas que estavam assistindo o rapaz, não ficaram para apreciá-lo, pois tinham mais o que fazer. O que todos assistiam anteriormente, não era uma exibição musical, e sim a felicidade de uma pessoa que jamais teria acesso a um instrumento tão caro e refinado.