Artigos

O muro do Carvalho Senne


O trabalho com a Pedagogia das Cores torna-se gratificante quando vemos os resultados.

Participei do HTPC da E. E. Profª Maria de Carvalho Senne. Foi uma palestra para os professores sobre a Pedagogia das Cores. Alguns meses depois, fui procurada pela coordenadora da escola, querendo saber qual a melhor cor para pintar os muros da escola. Na palestra coordenadora pedagógica mencionou que um dos maiores problemas da escola, era a frequência dos alunos. Sugeri o amarelo, pois essa cor seria muito apreciada porque estimularia o educando a “querer” entrar, e “querer” o que é oferecido dentro do ambiente escolar.


Os muros da escola foram pintados de amarelo com faixas amarelas mais escuras. Muito atrativo! Os corrimãos foram pintados de laranja, uma iniciativa sábia, pois o laranja socializa e promove a integração do grupo com o meio. Parabéns Carvalho Senne!

É preciso esclarecer que cada escola tem um determinado público, e para cada público é preciso analisar qual a necessidade temporal. Não adianta sair pintando todas as fachadas e muros de escolas de amarelo e laranja sem antes atentar-se a esse detalhe: Quem é o seu público?

Importante também lembrar, que a embalagem pode estar atrativa, mas o produto interno também deve ser de qualidade para manter esse “consumidor” estimulado e ativo.

Texto: Solange Depera Gelles

O muro do Carvalho Senne

O muro do Carvalho Senne

Voltar para artigos